Hoje, ao chegar da noite, vou falar baixinho 
a teus ouvidos, dizer do meu amor, do meu carinho, 
dizer o quanto gosto de ti meu ser divino, 
dizer o quanto te abençôo! 



Quero te olhar dormindo, 
ver teu jeito de menino, 
passar as mãos em teus cabelos, 
Em teu corpo, descansar a cabeça em teu peito morno. 



Ah, por que me seguro? 
Por que não faço o que desejo? 
Olho pro teu rosto e vejo teus lábios sorrindo, 
por que não entro nos teus sonhos, 
pra ver o por quê dos teus sorrisos? 



Por que não te desnudo? 
Por que, se é isso o que mais quero, 
minha carne pede, e meu corpo procura? 
Por que deixar minha alma plena de tortura? 



Que vontade de deitar-me sobre ti, 
te amar, beijar tua boca, sentir teus braços me apertando, 
respirar teu cheiro, sentir tua pele arrepiando, 
e, tuas mãos procurando os segredos do meu corpo! 



Ah, qualquer dia te acordo, lavo minha alma, 
mato minha sede, solto-me, entrego-me, 
permito que me toques, que me excites, 
e de prazer morrerei em teu gozo!

Iracema Zanetti

 

Clique na imagem e envie a Página para alguém especial

Envie a Página

 

 

Voltar para o menu Amor

Voltar para a Página Principal

 

Designer : Tiça