Saudade de Mim

 

Dá sim.
Aquele aperto no peito,
Aquela saudade imensa
Daquela criança em mim.
De uma pureza sentida,
Daquela verdade embutida
Nos olhos, no riso, na vida.
Mas como voltar atrás
Ao tempo em que eu pretendia
Se
For preciso encontrar
O caminho,
Parece perdido...
Então para alívio da dor
 Uma lágrima deixo escapar
Sabendo que as outras todas
A ela irão se juntar.
E nessa procura da outra,
Aquela criança em mim
Encontro pelo caminho
Aquele resto de espinho

Partiu-se e ficou assim...
Onde há espinho, há flor
De mãos então com a
Esperança,
Desfez-se o aperto no peito
Eu sentimento refeito
Me dou o pleno direito
De enfim sentir-me feliz...

Liane Niremberg


Clique na imagem abaixo e envie para alguém especial

Recomende a Página

 

Voltar para o menu Saudades

Voltar para a Página Principal

Designer : Tiça